WordPress é seguro? Saiba como proteger o seu site!

Você já viu um aviso de site malicioso na internet? Ou encontrou sites com postagens de blog suspeitas ou indo para links estranhos? Pode ser que esse endereço on-line tenha sido invadido. Quando você tem uma página, tudo o que busca é ter um ambiente on-line seguro para você e seu usuário. Se o seu site é WordPress, é bom redobrar esses cuidados. A pergunta que fica é: o WordPress é seguro?

Sim! Toda plataforma tem suas vulnerabilidades, mas conhecendo bem, você pode se proteger, confira nossas dicas para deixar seu WordPress seguro.

O que é WordPress?

O WordPress é um CMS (Content Management System), ou sistema de gerenciamento de conteúdo que permite ao usuário criar, editar e gerenciar seu site sem precisar programar.

Atualmente, segundo dados do Web Technology Surveys o WordPress é a CMS mais usada no mundo, cerca de 64% de todos os CMS. Se compararmos com os sites ao redor de todos os países, 43% de todos eles são construídos em WordPress.

Quem realiza as invasões?

Normalmente quando falamos de invasões, pensamos em um programador em algum lugar realizando várias tentativas até conseguir. Na realidade, os robôs de WordPress são programados para encontrarem falhas e vulnerabilidades que estão a todo tempo procurando sites para invadir.

Como essas invasões acontecem?

O tempo todo os robôs procuram vulnerabilidades para agir. Como a plataforma é muito usada, é mais viável procurar falhas em comum já que o código da plataforma é aberto, o que quer dizer que ele é público para consulta.

Seja por plugins, temas ou ferramentas, ao encontrar uma oportunidade de insegurança, os bots irão tentar forçar a invasão.

Como proteger meu WordPress?

Apesar desses riscos, a boa notícia é que com algumas práticas você pode proteger o seu site, confira nossas dicas:

  1. Mude a Url de acesso do seu site:

A url padrão do WordPress, /wp-admin é muito conhecida e usada,

Logo, é a primeira coisa que as ferramentas de invasão procuram.

Para trocar essa url você pode consultar um desenvolvedor para realizar a ação por código ou instalar um plugin

  1. Não tenha um usuário nomeado como ADM

O user ADM também é um dos mais comuns, logo os bots são programados para tentarem acessar com esse usuário.

  1. Use senhas complexa

Quanto mais complexa for sua senha, mais difícil será dela ser quebrada por força bruta. O indicado são senhas com mais de 8 caracteres, com números e símbolos.

  1. Não salve senhas no navegador

Por mais que pareça cômodo, vazamentos de senhas e dados por meio de navegadores são muito comuns e podem afetar o seu site.

  1. Mantenha seus plugins, WordPress e temas atualizados

Em seu site, haverá sempre três tecnologias ativas: plugins, o próprio WordPress e o tema do site. Cada vez que uma vulnerabilidade é encontrada, os desenvolvedores dessas plataformas corrigem por atualizações. Por isso, manter eles em suas últimas versões fazem toda diferença.

No caso dos plugins e temas você consegue configurar para que eles se atualizem automaticamente.

  1. Exclua plugins e temas não usados

Como podem ser porta de falhas de segurança, o ideal é tudo que não esteja sendo usado seja excluído.

  1. Ative plugins de segurança

Há plugins gratuitos de segurança que podem te ajudar a manter o site seguro. Além de proteger, eles podem te dar dados e detalhes que poderão te auxiliar.

Ao realizar essas ações o seu WordPress estará seguro! Quer ajuda? Nossa equipe de suporte de sites pode te auxiliar, entre em contato conosco pelo botão do WhatsApp.

Fez seu WordPress com a CGDW? Nós construímos o seu site pensando na segurança dele, confira nossas ações e o manual de boa prática para manter seu projeto seguro.

Baixe nosso MANUAL DE SEGURANÇA WORDPRESS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

A CGDW utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Ao continuar navegando, você concorda com a utilização dessas tecnologias, como também, concorda com os termos da nossa política de privacidade.